No último dia de 2012, aconteceu uma intensa erupção de radiação proveniente da energia magnética do sol. O registro foi feito pela  Solar Dynamics Observatory , uma sonda não-tripulada da NASA que estuda processos do Sol que afetam diretamente a vida na Terra, cujo lançamento ocorreu em Cabo Canaveral, em 11 de fevereiro de 2010.

A NASA divulgou imagens inéditas da superfície do astro, enviadas pela sonda equipada com câmeras de alta definição. Entre seus principais instrumentos estão o Extreme Ultraviolet Variability Experiment, que tem como função medir a irradiação de ultravioleta do astro em alta definição.

A intensa erupção de radiação, proveniente da liberação de energia magnética do Sol, durou quatro horas (das 10h20 às 14h20) e se entendeu por mais de 257 mil quilômetros. As forças magnéticas impulsionaram o fluxo de plasma do Sol, mas sem força suficiente para vencer a gravidade. Por isso, a maior parte do plasma recaiu novamente sobre o astro.

No entanto, a tempestade só acontece quando um fluxo de radiação atinge o campo magnético da Terra, devido a manchas solares, regiões onde existe uma redução de temperatura e pressão das massas gasosas no Sol.

Quer ver como aconteceu? É só clicar.

 

This four–hour event occurred from 10:20 am to 2:20 pm EST and was captured by NASA’s Solar Dynamics Observatory in extreme ultraviolet light shown here at a high cadence of an image every 36 seconds. Credit: NASA/SDO

Comments

Post a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email Us

Your message was successfully sent. Thank You!