Recursos humanos para a indústria espacial

Na mensagem da AEB (Agência Espacial Brasileira) divulgando a nova versão do PNAE (Programa Nacional de Atividades Espaciais) o presidente, Prof. José Raimundo Braga Coelho, tocou num ponto muito interessante: a formação de recursos humanos para a indústria espacial será fortalecida em 2013.

Por meio do programa Ciências sem Fronteiras, do MCT&I (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação), o Brasil pretende levar estudantes brasileiros para se especializarem em países desenvolvidos na área espacial, como a França e a Alemanha.

Num evento organizado pela AEB em outubro do ano passado, o I Workshop – Indústria Espacial Brasileira, um dos principais problemas apontados por todas as empresas presentes foi a escassez de mão de obra especializada. Esta iniciativa será o primeiro passo para corrigir esta distorção.

Aos jovens universitários, indico fortemente este programa. Ingressei no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) no longínquo ano de 1982 e desde então estou, de uma forma ou de outra, direta ou indiretamente, envolvido com o Programa Espacial Brasileiro. Estes 30 anos de trabalho me trouxeram bastante satisfação no campo profissional.

Há diversas áreas de especialização para diferentes perfis acadêmicos, tais como físicos, engenheiros e especialistas de geociências.

Recomendo. Procurem a AEB e se inscrevam. Além de tudo, a oportunidade de conhecer e conviver com outras culturas não será possível dentro do seu campus universitário aqui no Brasil. Aproveitem.

 

Comments

Post a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email Us

Your message was successfully sent. Thank You!