AMS Kepler participa do projeto Amazonia-1

AMS Kepler desenvolverá os subsistemas de ingestão, gravação, processamento e geração de imagens para o sensor AWFI do satélite

O satélite Amazonia-1 será o primeiro satélite de observação terrestre desenvolvido no Brasil. Em princípio, o seu lançamento ao espaço iria acontecer em 2011, mas segundo novo planejamento, acontecerá em 2013, entre o lançamento dos satélites CBERS-3 e 4.

O lançamento deste satélite deverá contribuir para aumentar a oferta de imagens de sensoriamento remoto de interesse para os projetos nacionais e diminuir a dependência do Brasil de imagens geradas por satélites estrangeiros.

Juntos, os satélites Amazonia-1 e CBERS-3 e 4 permitirão uma cobertura completa da Terra a cada 5 dias, tornando o Brasil autônomo na obtenção de imagens de média resolução e eliminando o risco de descontinuidade no fornecimento desse tipo de imagem por parte de satélites estrangeiros.

A AMS Kepler, que já participa do programa CBERS, desde o lançamento da série, participará também do Amazonia-1 por meio de assessoria técnica, analisando resultados e suportando atividades definidas por contrato.

Entre suas atividades, a AMS Kepler desenvolverá os subsistemas de ingestão, gravação, processamento e geração de imagens para o sensor AWFI do satélite Amazonia-1. Os subsistemas serão integrados à estação MS3 em operação no INPE. O novo sistema apresentará as mesmas funcionalidades já implementadas para os sensores dos satélites CBERS e Landsat, incluindo conjunto de novas funções para o tratamento dos dados coletados pela câmera AWFI e atualização da base de dados de parâmetros de calibração geométrica e radiométrica.

Novas Versões dos produtos da AMS Kepler

Em relação à avaliação, teste e ortorretificação de imagens e produtos do Amazonia-1, a AMS Kepler desenvolverá os subsistemas relacionados aos módulos que funcionam fora da linha de produção de dados. Os sistemas Marlin, Sailfish e Swordfish serão aprimorados e expandidos para suportar a câmera AWFI do Amazonia-1.

Nova configuração do Catálogo

Como parte importante da inserção do Brasil na comunidade de países fornecedores de imagens de satélite, a AMS Kepler desenvolverá o subsistema de distribuição de imagens da câmera AWFI do satélite Amazonia-1 e expandirá o catálogo de imagens de modo que o mesmo seja interoperável com os catálogos internacionais, possibilitando que o acervo de imagens de satélites do INPE seja acessado via sistemas de catálogo multi-satélites mantidos por diversas instituições internacionais como a ESA (Agência Espacial Européia), tornando mais efetiva a distribuição de imagens pelo Centro de Dados do INPE.

A nova configuração do Catálogo permitirá o envio aos catálogos multi-satélites tanto do acervo histórico quanto das novas imagens, utilizando os protocolos padronizados pela ISO (International Standards Organization) e pelo OGC (Open Geospatial Consortium).

Sobre o Amazonia-1

Com lançamento previsto para 2013, o Amazonia-1 é um satélite de órbita polar que produzirá uma cobertura completa de imagens do planeta a cada 5 dias. Para isso, possui um imageador óptico de ampla visada (câmera com 3 bandas no VIS e 1 banda no NIR) capaz de observar uma faixa de 720 km com resolução espacial de 40 metros.

Sua característica de revisita rápida permitirá a melhora nos dados de alerta de desmatamento na Amazônia em tempo real, ao maximizar a aquisição de imagens úteis diante da cobertura de nuvens na região. O Amazonia-1 também fornecerá imagens frequentes das áreas agrícolas brasileiras, baseado na Plataforma Multimissão (PMM), desenvolvida pelo INPE.

Associado aos satélites da série CBERS (China Brazil Earth Resources Satellite), o Amazonia-1 produzirá imagens com maior frequência e maior definição, adequadas para monitorar o ambiente e gerenciar recursos naturais.

Tais imagens poderão ser utilizadas em todo o mundo, pois o Brasil, através do INPE, adota a política de dados livres, considerados bens públicos e disponibilizados gratuitamente pela Internet.

Comments

Post a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email Us

Your message was successfully sent. Thank You!