Por um mundo melhor

No final de semana assisti a um programa no MultiShow sobre 30 coisas para fazer antes dos 30 anos, com o Bruno De Luca. Nesse primeiro episódio ele tocou guitarra em uma banda de rock, pulou de asa-delta e visitou a ala infantil no INCA.

Bruno De Luca brincou com as crianças e participou de várias atividades. Depois teve acesso à parte de quimioterapia, onde crianças estavam em seus leitos, recebendo medicamento. No final da matéria, uma voluntária do INCA passou uma mensagem bem bacana: para começar uma caminhada, basta começar.

Pergunto: O que falta para as pessoas contribuirem para a contrução de um mundo melhor?

Tenho a felicidade de trabalhar em uma empresa que é credenciada como Empresa Amiga da Criança, formada por pessoas conscientes da responsabilidade de desenvolver ações por um mundo melhor.

Recentemente aderimos à campanha “9, você pode!”, da ONG Banco de Alimentos e hoje estamos adotando financeiramente crianças e adolescentes de quatro grandes organizações sérias, com lastro e bastante eficientes em suas ações:

Antonio Machado e Silva, diretor da AMS Kepler, seguindo a mesma proposta assumida na campanha da ONG de Alimentos irá apadrinhar uma criança para cada membro da empresa.

Agindo como agente de mudança na sociedade, a empresa pretende colaborar em benefício da população infanto-juvenil com deficiência e/ou transtornos e ajudar tantas outras crianças desfavorecidas garantindo não só o direito à vida como ao lazer, à cultura, à dignidade, ao respeito, à alimentação, à saúde e ao acesso à educação.

Segundo o Art. 227 da Constituição Federal Brasileira, é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente com absoluta prioridade, seus direitos.

Acredito que basta um passo para mudar a vida de uma pessoa, para construir um mundo melhor e mais justo. A fome no Brasil não está relacionada à falta de alimentos. A educação no Brasil não está relacionada à falta de professores e escolas. O que falta é o acesso das pessoas mais necessitadas à renda para consumir e ao ensino para se desenvolver, por exemplo.

Você pode modificar isso. Pode ser um agente transformador. Existem vários tipos de ações, valores e opções. Pessoas que têm gestos de altruísmo sabem o impacto que uma ação de responsabilidade social produz na própria vida e na vida de quem foi beneficiado. Nós, da AMS Kepler já demos alguns passos, e você?

Comments

Post a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email Us

Your message was successfully sent. Thank You!