Eventos de Geotecnologias: participar ou não participar, eis a questão

Existe um custo para uma empresa participar de um evento. Mas qual é o custo por não participar?

Muitas são as empresas que participam dos eventos da área de geotecnologias, mas algumas estão deixando de marcar sua presença. Quando percebemos a falta de uma empresa em uma dessas ocasiões, nos perguntamos se a mesma está passando por alguma crise.

Existem empresas que tomaram a iniciativa de fazer o seu próprio evento, uma ou outra que pode até estar passando realmente por alguma dificuldade (frente a tantos concorrentes que oferecem o mesmo tipo de produtos e serviços), mas também pode ser que alguma tenho chegado à conclusão que a não participação vale mais a pena.

Participar de um evento é caro (muito caro, na maioria das vezes).Além de envolver investimento, envolve um tempo enorme planejando cada detalhe para que nada dê errado.

O maior atrativo é o estande. Um estande bem planejado encanta visualmente o público-alvo e faz toda a diferença.

Mas e os preços? Qual é o custo pela presença, o custo por participar?

Quando a AMS Kepler participou do Latin American Geospatial Forum,ano passado, no hotel Windsor, fiquei surpresa de ver que eventos com estandes padronizados também podem dar certo. O diferencial passa a ser o conteúdo e não somente a estética. Os espaços eram todos de Octanorm e todas as empresas tinham espaços similares, aparecendo da mesma maneira. Cabia às empresas ter ideias e transformar o espaço (de dentro) em um local agradável.

A AMS Kepler já participou também de grandes eventos, sem padronização. Esses exigem muito mais investimento de um patrocinador que paga pelo estande e pela montagem do mesmo. Soma-se a isso a passagem, hospedagem da equipe, alimentação, transporte, brindes, gastos com gráfica, designer e tudo o mais.

A montagem do estande é um problema à parte.Dependendo do tamanho do estande, o preço cobrado para a construção é extremamente caro, por algo tão efêmero. Esse custo poderia e deveria ser melhor empregado, por algo de maior conteúdo e de resultado mais duradouro.

Promover a marca de uma empresa, divulgar os diferenciais competitivos são, sem sombra de dúvida, muito importantes para uma empresa. Ao participar de um evento a empresa consegue estabelecer um contato direto com seus clientes em potencial, construir a base de sua prospecção, comparar-se aos concorrentes presentes no evento, reforçar a imagem da empresa, entre outros alvos.

Mas e quando a empresa decide não participar de um evento?

O preço que a empresa paga por não ir a um evento é alto também. Ela deixa de aparecer, de agregar valor a sua marca, de fazer networking. Acaba perdendo um pouco do seu espaço conquistado no mercado, abalando sua credibilidade.

É necessário ter um bom plano de negócio e um orçamento bem definido para a área de marketing. Com tudo planejado é hora de decidir as reais possibilidades de marcar presença ou não em um evento e de avaliar as conseqüências da escolha feita.