Como vai o mercado de trabalho de Geotecnologia?

O presidente da Associação Cartográfica da Nigéria (NCA), Dominique Wokoma, informou que o país passou a reconhecer a profissão do Cartógrafo (Geospatial World – dez 2011). “Há menos de 250 cartógrafos na Nigéria e esse número não é suficiente”. Em breve as universidades de Lagos e Uyo oferecerão programas de mestrado em Cartografia e GIS.

E o Brasil? Tem um número suficiente de cursos de graduação em Cartografia? O número de engenheiros cartógrafos formados anualmente no Brasil é adequado para o nosso mercado?

Particularmente, com o viés de ser engenheiro cartógrafo, afirmo que o mercado comporta um número maior de engenheiros cartógrafos, e a profissão é muito atrativa. Entretanto, não sabemos vender aos estudantes o curso de engenharia cartográfica.

No número de out 2011 da mesma revista, o professor de Geografia da Universidade de IIlinois, Dr. Christopher Sutton, afirma que o mercado de trabalho no setor de geotecnologias cresce a taxas de 35% ao ano nos Estados Unidos

Isso ocorre pois, segundo Dr. Sutton, as empresas não consideram as tecnologias geoespaciais apenas interessantes mas essenciais para seus negócios. Essa visão despertou um interesse pelos profissionais da área.

Volto a questionar: e o Brasil? Qual a taxa de crescimento da demanda por profissionais do setor de geotecnologias? Cruzamos a fronteira onde estas tecnologias são consideradas essenciais, deixando de ser vistas como despesas e passando a categoria de investimento?

Acredito que ainda estamos longe de alcançar os índices americanos, mas novamente devido a nossa deficiência em vender direito a importância das tecnologias geoespaciais. O mercado das empresas de geotecnologias ainda está reprimido. Ainda há espaço para o crescimento das empresas. Quando isso ocorrer, a demanda por profissionais crescerá automaticamente.

Nós temos que nos apresentar e ser reconhecidos como essenciais para os negócios dos diversos mercados, mesmo aqueles que hoje são mais refratários ao investimento em geotecnologia. Esse é um trabalho que cabe a nós (empresas do setor) fazer. Se fizermos isso de forma coordenada (o que infelizmente hoje não ocorre), os resultados aparecerão mais rápido.

Comments

Post a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email Us

Your message was successfully sent. Thank You!